Quando você está tentando comer de forma saudável, a mercearia pode ser completamente confusa. Todos os corredores dos produtos industrializados se proclamam como uma escolha “saudável”, não é verdade?

O truque é pensar na simplicidade. Quanto mais simples um alimento for, maior a probabilidade de ser uma boa opção para a  saúde, afirmam especialistas.
Alguns alimentos podem parecer uma aposta segura por apresentarem ingredientes modernos. Mas aqui estão os fatos sobre oito alimentos que podem enganar você.

Bebidas esportivas e águas melhoradas

É fácil pensar em bebidas esportivas como saudáveis, especialmente por causa de todos os atletas famosos que as devoram nos anúncios. Mas, a menos que seu filho esteja se exercitando intensamente, por um longo período de tempo, ele deve passar longe delas.

A maioria das crianças não precisa de uma bebida esportiva para reabastecimento ou reidratação. E as calorias extras podem aumentar o ganho de peso e a cárie, o que não é nada saudável.

O mesmo acontece com as águas que foram acrescidas de vitaminas e minerais, pois geralmente possuem sabores artificiais e edulcorantes.

Resumindo: A água comum e uma dieta bem equilibrada são a melhor forma de se manter saudável e hidratado. Muito chato para as papilas gustativas dos seus filhos? Faça sua própria água  com infusão de frutas como limões, limas ou laranjas.

Granola

É uma maneira fácil e saborosa de reabastecimento na escola, aula de dança e grupos de estudo. Mas tenha cuidado: muitas versões da mercearia são embaladas com complementos não tão nutritivos, como chocolate, nozes salgadas e amendoim cobertos com melado.

Cuidado com misturas que levam doces. Procure as que são simples, com frutas secas e sementes. Ou faça a sua própria granola em casa. E veja o tamanho da porção! Um pequeno punhado desse lanche rico em calorias é o suficiente.

Chips de vegetais

Os pedaços de vegetais em forma de chips são tão finos e processados, no entanto a maior parte da nutrição desse vegetal desapareceu.

Os vegetais crus são, obviamente, um caminho mais saudável, mas vamos ser sinceros: às vezes, pedaços de cenoura simplesmente não vão satisfazer seu desejo. Experimente os pretzels de grãos inteiros, chips de milho cozidos, bolachas feitas com sementes e nozes, ou pipoca. Para evitar que um saco de batatas fritas ou uma caixa de biscoitos se transforme em uma refeição, divida-o em partes pequenas antes de devorá-los.

Barras de cereal

Alguns estão tão cheios de açúcar que você pode trocá-los por uma barra de chocolate. Por exemplo, a barra de cereal mais vendida, de acordo com pesquisa, tem 230 calorias, 10 gramas de açúcar e 160 miligramas de sódio. Um chocolate pode ter 250 calorias, 27 gramas de açúcar e 120 miligramas de sódio.Se você vai comê-las, escolha uma que tenha baixo índice de açúcares adicionados e contenha, principalmente, nozes, sementes, frutas e grãos integrais.

Uva-passa

O café da manhã clássico é outra armadilha de açúcar. Embora alguns sejam ricos em fibras saudáveis, as passas já doces, geralmente, são revestidas com mais açúcar. O mesmo acontece com a aveia instantânea aromatizada. Mesmo que ofereça grãos integrais, os pacotes com sabor têm mais açúcar e sal que aveia comum.

Uma opção melhor para o cereal frio ou quente: Adicione seus próprios ingredientes extras. Compre flocos de farelo e polvilhe uma colher de sopa de passas nas tigelas dos seus filhos. Ou prepare aveia simples com frutas frescas ou uma pequena gota de mel.

Procure cereais com menos de 135 miligramas de sódio por porção e sem adição de açúcar.

Vitaminas

O que poderia ser mais saudável do que beber uma vitamina feita de frutas frescas? A própria fruta. Uma vitamina de vez em quando é bom, mas você está removendo a fibra e absorvendo uma alta concentração de açúcar. Principalmente se for industrializada. Faça vitaminas em casa para que você saiba exatamente o que tem nelas. Melhor ainda, use apenas frutas.

Produtos “Baixa gordura” e “sem gordura”

Temos que nos afastar da ideia de que ‘baixo teor de gordura’ é uma boa opção. Especialistas afirmam que os alimentos com baixo teor de gordura naturais, como uma maçã, são uma coisa, mas os alimentos com baixo teor de gordura industrializados são uma má escolha 90% do tempo. Isso ocorre porque os alimentos com baixo teor de gordura e sem gordura, normalmente, substituem a gordura por outras coisas, como o sal, açúcar entre outros ingredientes, o que pode adicionar calorias a eles.

Não acredite que “baixo teor de gordura” ou “livre de gordura” é mais saudável do que a sua versão cheia de gordura. Verifique o rótulo, a quantidade de calorias e o tamanho da porção.

Produtos sem glúten

Não há necessidade de evitar essa proteína, a menos que alguém em sua casa tenha um problema médico como a doença celíaca, em que o glúten danifica o intestino delgado. Isso não quer dizer que alimentos naturais sem glúten, como quinoa, não são bons para você, dizem especialistas. Mas, infelizmente, a maioria das pessoas que mudam para um estilo de alimentação livre de glúten não precisam.

Além disso, quando os fabricantes tiram glúten, eles geralmente removem as vitaminas B, minerais e fibras que o acompanham. E os produtos sem glúten tendem a ser mais caros que os convencionais. Por isso, insira alimentos rotulados como “sem glúten” na sua dieta a menos que você tenha que comer por razões médicas.